Image for post
Image for post
Nina Rosa, Luisa Mell e eu — pra mim, motivo de comemoração estarmos juntos, em paralelo à séria lamentação pelos bois no Porto Santos.

Nasci em 1976 e de tanto assistir ao Bozo acabei absorvendo a filosofia de vida do Bozo: Sempre rir, sempre rir, pra viver é melhor sempre rir.

Sou boba? Acho que não, acho que sou inteligente. Rir de mim mesma, rir da minha própria tragédia. Sorrir quando acontece alguma coisa ruim pois faço questão de olhar pro que me resta e agradecer e comemorar que ainda tenho algo comigo. Junto os cacos assim: valorizando o que (ainda) tenho pra ter forças pra renovar a vida e ter novas coisas pra conquistar e perder.

Quem esteve presente no velório do meu pai me viu sorrindo. Sorri por pessoas estarem presentes naquele momento, ri junto com elas falando das coisas boas e engraçadas a respeito do meu pai. As boas memórias que ele me deixou são comemoradas e agradecidas por mim durante sua presença na minha vida e até hoje, 20 anos após sua partida.

Ontem fui na manifestação contra a empresa Minerva que embarca animais vivos a revelia de ordem judicial mas que o presidente ilegítimo autorizou (bancada ruralista são os grandes mafiosos desse país, como todos descobrimos durante a Lava Jato). Tirei foto com a grande precursora da proteção animal nacional Nina Rosa e com a grande ativista Luisa Mell. Sorrindo, claro. Estava triste pela condição dos bois no Porto de Santos mas bem feliz por ver protetores juntos em ativismo. Ver amigos, encontrei amigos lá e sorri pra eles feliz em vê-los. São muito raras as situações onde podemos nos ver e, infelizmente, a grande maioria delas são em tragédias que envolvem animais e que aparecemos pra tentar reparar alguma coisa. Postaram essa foto de nós 3 com carinho e uma pessoa questionou que estávamos sorrindo na foto. A convido a começar a sorrir para suportar. Convido todos a sorrir. Faz bem pra fora e pra dentro. Coloca a gente em pé.

Vou sorrir porque é preciso recomeçar a cada minuto.

Abaixo, a letra da música do Bozo que eu sei decor desde a infância. Uma bela música para sabermos decor, aliás.

Sempre rir, sempre rir
Pra viver é melhor sempre rir
Eu sou palhaço, eu faço assim
Até dormindo o negócio é sorrir, é sorrir
Um sorriso, um sorriso faz bem
Eu que era triste, agora não sou
Até os monstros chatos
Adoram sorrir
Até cachorro bobo
Gosta de rir
Sempre rir
Sempre rir
Sempre rir

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store